Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Isto era para ser um Blog

21
Dez19

Nónio - o que dizem os termos?

Isto era para ser um Blog

Durante a pesquisa efectuada na criação do blog, ao aceder a um artigo do Público sou redirecionado para o registo do NÓNIO que me pede alguns dados pessoais como condição para aceder ao conteúdo. Após a formação teórica do módulo de DEI, inevitavelmente surge uma pergunta na minha cabeça: será que o presidente do Sporting já se demitiu ou..? - na verdade essa questão está sempre presente, a pergunta oportuna que surge é - Para onde irão os meus dados e no que exactamente estou a concordar? 

 

Nunca pensei em chegar a este estado de awakeness ao ponto de realmente ler os Termos e Condições antes de os aceitar. Descubro que estão bastante mais claros e sucintos do que me lembrava. 

 

Até 2018, as políticas de protecção de dados da União Europeia não estavam harmonizadas, fazendo com que as fronteiras nacionais se tornassem um obstáculo ao bom funcionamento da web. Agora, todos os Estados Membros respondem ao Regulamento Geral de Protecção de Dados, estabelecido à escala supranacional, subjugando a própria Comissão Nacional de Proteção de Dados.

O desafio seguinte foi perceber se os termos apresentados pelo NÓNIO estão alinhados com as inovações estabelecidas pelo Regulamento(UE) 2016/679 do Parlamento Europeu. Assim atendo às questões:

 

1) Para que necessitam dos dados? 

 

Então, o NÓNIO necessita dos nossos dados alegadamente para optimizar a visita e experiência de utilização seja desse serviço específico, de terceiros ou futuros; Necessita para corresponder o envio de newsletters, para fins estatísticos, garantir o exercício de direito de titular dos dados e, por fim, oferecer publicidade e conteúdo personalizado ao utilizador. 

 

2) Quais os processos usados na obtenção dos dados? 

 

Qual FBI, qual Mossad, a recolha de dados é feita, para além dos cookies, através da criação da conta do utilizador, onde se entrega consentidamente o nome e apelido, sexo, data de nascimento e endereço de email. Não obstante, estes dados apenas se tornam pessoais se for possível identificar a pessoa, individual ou não, em questão. Todos os emails criados antes de 2005 que se assemelham a slb_glorioso@hotmail.com estão a salvo de eventual fuga de dados pessoais. Outro processo de recolha utilizado é através do motor de busca utilizado que revela o mesmo, o endereço de IP, o sistema operativo, os websites de referência e até a resolução de ecrã preferida. Caso também aceda através do facebook, o NÓNIO chega até o seu nome de utilizador, fotografia de perfil, email, data de nascimento e local. 

 

3) Durante quanto tempo conservam esses dados?

 

Os Termos informam que os dados serão conservados até durante um ano após desactivação do registo, sendo eliminados ou anonimizados. Caso o registo ainda continue a existir - big brother 

 

4) Quem acede aos dados e porquê? 

 

Tem acesso aos dados a plataforma NÓNIO, pertencente à PMP - Plataforma de Media Privados que comunica as informações aos seus associados. Estes dados poderão ser transmitidos internacionalmente, uma vez que a web não reconhece fronteiras. 



Bibliografia:

https://nonio.net/politica-de-privacidade/

https://www.youtube.com/watch?v=bA7tvn0wxpY

Mais sobre mim

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Arquivo

  1. 2019
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
Em destaque no SAPO Blogs
pub